Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Neurocirurgia
Início do conteúdo da página

Neurocirurgia

Publicado: Quinta, 20 de Julho de 2017, 19h04 | Última atualização em Terça, 16 de Junho de 2020, 10h27 | Acessos: 15780

Profº Oscar Alves e Capitão P. Porto no Centro Cirurgico do HMASP.

A residência médica em Neurocirurgia do Hospital Militar de Área de São Paulo surgiu como uma consequência natural da assistência prestada à família militar.

O corpo de instrutores é composto, inteiramente, por membros titulares da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, contando com alguns mestres inclusive.
 
Alguns de seus membros possuem atuação também em Universidades do exterior (EUA, França) e exercem cargos de Diretoria na Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e no Comitê Militar da World Federation of Neurosurgical Societies, a Sociedade Mundial de Neurocirurgia.
 
A residência de neurocirurgia do HMASP está estruturada não apenas na qualidade de seus instrutores, mas também na cooperação científica intensa estabelecida com universidades nacionais e internacionais.
 
 
Tenente Pingarilho (r2), Aspirante a Oficial Bevilacqua, Tenente Thais, Tenente Loduca, Prof° Saleem Abdulrauf , Capitão P. Porto, Tenente Rômulo, Tenente Paz e Raphael Veiga (r1).
 
Os residentes dispõem de estágio em neurocirurgia pediátrica na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e são enviados anualmente para um fellowship, com duração de um mês, na prestigiada University of Saint Louis, sede do maior laboratório de neuroanatomia do mundo.
 
Lá os residentes vivenciam a rotina de um residente de neurocirurgia americano, integrando o corpo de residentes daquela instituição, participando de todas as atividades de ambulatório, visitas na enfermaria, atividades em centro cirúrgico (até mesmo cirurgias fetais, intra-útero) e atividades no laboratório de neuroanatomia. Ao final do fellowship, produzem um artigo científico, que é publicado em revista internacional conjuntamente (EB HMASP - Univ Saint Louis), contribuindo para projetar o Exército Brasileiro no meio acadêmico internacional.
 
O serviço de neurocirurgia do HMASP apresenta uma estrutura ímpar para amparar a assistência da família militar e o ensino de seus residentes.
 
O HMASP é equipado com o mais moderno microscópio cirúrgico da América Latina, modelo de última geração não disponível nem em hospitais privados de ponta do Brasil e da América Latina. O microscópio realiza, inclusive, arteriografia intra-operatória (por meio de indocianina) e, por meio de uma luz polarizada especial associada a um contraste endovenoso específico (5 ALA e Fluoresceína), é capaz de demonstrar tumores não visíveis a olho nu e diferenciá-los do tecido cerebral normal.
 
O arsenal de modernos equipamentos é composto, ainda, por neuronavegador (uma espécie de "GPS" com precisão submilimétrica, usado em cirurgias neurológicas), monitorização por potencial evocado e neuroendescopios Full HD.
 
A realização de técnicas minimamente invasivas para cirurgia da coluna e cerebrais, é rotina. O uso de endoscópios para cirurgias cerebrais, de tumores e de coluna também está disponível e perfeitamente integrado no dia a dia de pacientes e residentes.
 
Cirurgias com pacientes acordados, por vezes necessárias para o tratamento de lesões em áreas cerebrais específicas (como a área da fala) são também realizadas de forma rotineira.
 
A equipe de instrutores realiza procedimentos cirúrgicos em todas as áreas da Neurocirurgia, desde tumores, malformações, aneurismas cerebrais, mal-formações arteriovenosas, cavernomas, lesões da base do crânio e de nervos periféricos, cirurgias de coluna (convencionais e minimamente invasiva) até complexas reconstruções de deformidades espinhais (escoliose, cifose, etc) ou craniocervicais.
 
Além das características assistenciais e tecnológicas, o residente é exposto desde seu primeiro ano a atividades de cunho didático-científico como reuniões de discussões de casos clínicos, de discussões de revistas científicas (JournalClub) e palestras com Professores Internacionais, realizadas dentro do próprio hospital. 
 
Nos últimos doze meses o HMASP recebeu três neurocirurgiões estrangeiros, que palestraram e puderam operar junto ao residente: Prof Samer Elbabaa, chefe do maior serviço de neurocirurgia fetal do norte dos Estados Unidos; Prof Oscar Alves, presidente do Congresso da Cervical Spine Research Society e Prof Saleem Abdulrauf, chefe do Departamento de Neurocirurgia da Universidade de Saint Louis.
 
 
Prof° Elbabaa no Auditório do HMASP.
 
Além de receber professores estrangeiros, o HMASP iniciou, este ano, seu programa de intercâmbio, recebendo residentes-visitantes de outros serviços. O primeiro residente a participar deste programa foi um residente português, Dr Djamel Kitumba, nascido em Angola mas cursando residência na cidade do Porto.
registrado em:
Fim do conteúdo da página